imoveis vargas

Após convocação de sessão extraordinária pelo presidente da Câmara, projeto de asfalto para Quintão é aprovado

By on novembro 13, 2017

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Palmares do Sul de 6 de novembro, passou pela terceira pauta o projeto de lei nº 60/2017, do Executivo, que autoriza abertura de crédito adicional no valor de R$ 100.000,00 para aquisição de asfalto para a Avenida Esparta, em Quintão. Após analisar o regimento e certificar-se das questões legais, o presidente da Casa, vereador Ademar Terra, convocou uma sessão extraordinária para logo em seguida; na qual o projeto foi aprovado por unanimidade.

Ocupando a Tribuna, Ademar afirmou que os trâmites seguiram como determina a legislação, sem ser influenciado por ninguém, e criticou o pouco que o Executivo tem feito por Quintão.

“Infelizmente temos que estar parabenizando o Executivo pelo mínimo que faz pelo Quintão. O povo sofre muito lá, e temos cobrado todas as semanas melhorias para o distrito. Recentemente, fiz diversos novos pedidos de informações e providências voltados a Quintão. Olha quanto tempo foi necessário para o Executivo mandar R$ 100 mil para lá. Tenho testemunhas de que em apenas um dia como prefeito a primeira providência foi fazer a descoberta desse valor e tentar organizar para mandar para Quintão. No outro dia quando voltou, o prefeito resolve fazer exatamente o que tínhamos programado para Quintão, exato o mesmo valor que tínhamos trabalhado naquela sala. O Executivo teve muito mais tempo antes e não fez nada. Parece que querem deixar as pessoas morrer à míngua lá, sofrer, quicar nos buracos. O Posto de Saúde da Avenida Brasil segue do mesmo jeito, parado; e cobramos forte a abertura daquele Posto e não fomos atendidos. O que tem lá, daqui a pouco já não vai mais ter. Aí vem um projeto para a Sede de R$ 1 milhão e meio e o prefeito não dá a menor importância para o Quintão; temos que nos humilhar, mendigar o mínimo. A Paraguassú sem canos, uma obra aberta que não foi concluída. Ficamos com as mãos amarradas, é um desaforo o abandono, uma falta de respeito com a comunidade. Seguimos cobrando e pedindo; e infelizmente quando vem um projeto mínimo desses temos que bater palmas. Avaliei, com prudência, e sem ceder a pressão nenhuma, que seria hora de votar em sessão extraordinária para o Executivo poder agilizar o projeto. Agora é hora de cobrar e fiscalizar muito”, enfatizou Ademar Terra.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentarios sobre a noticia

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shared on wplocker.com