São Lucas Natal 17
imoveis vargas

Arrozeiros comemoram alta nas exportações no ano comercial

By on janeiro 18, 2016
arroz

As exportações de arroz no ano comercial, iniciado em março de 2015, já atingiram a marca de 1,19 milhão de toneladas. Faltando ainda dois meses para o encerramento do período 2015/2016, o valor já superou o alcançado no momento anterior de 2014/2015, de 1,07 milhão de toneladas. A projeção é que os embarques totalizem 1,4 milhão de toneladas até fevereiro, chegando ao segundo maior resultado da história, atrás apenas de 2011/2012, quando foram exportadas 1,77 milhão de toneladas do grão.

No mês de dezembro, conforme dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic), o volume de arroz exportado (base casca) foi de 144 mil toneladas. De acordo com o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Henrique Dornelles, esta é uma boa notícia em meio a tantas informações negativas causadas pelas chuvas nas últimas semanas. “As exportações estão tendo números muito bons e até surpreendentes. Devemos superar os números projetados pela Conab, de 1,2 milhão de toneladas. Em 10 meses, já alcançamos este número”, observa.

O dirigente ressalta que as importações limitadas, que criaram um superávit na balança comercial de 700 mil toneladas, deve contribuir para o fortalecimento dos preços do arroz no futuro. Dornelles recomenda que os produtores tenham planejamento na comercialização da próxima safra. “Aliado ao fortalecimento do dólar perante ao real e a um programa de comercialização já anunciado, o produtor está com a comercialização na mão. Tudo depende da calma e planejamento para que os preços ganhem patamares superiores aos atuais”, salienta.

Em 2015, a Federarroz trabalhou na abertura de novos mercados para o arroz brasileiro. Em conjunto com a Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) e Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), conseguiu a derrubada das barreiras tarifárias da Nigéria para a entrada do produto brasileiro. Além disso, abriu negociações com o México que já se encontra em estágio avançado, dependendo apenas de acordos fitossanitários. Este ano está programada uma missão para Gana para buscar o novo mercado no país africano.

Fonte: IRGA/Nestor Tipa Júnior/AgroEffective/Federarroz

Comentarios sobre a noticia

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

shared on wplocker.com