São Lucas Natal 17
imoveis vargas

REPORTAGEM ESPECIAL Por onde passa o desenvolvimento de Palmares?

By on julho 21, 2014
cidade

Por Diego Di Luca - Jornalista.

Muito se fala que ao longo dos 32 anos de emancipação política, Palmares do Sul pouco desenvolveu em termos gerais. O Palmares News ouviu algumas pessoas da comunidade que elencaram alguns fatores que não favorecem o progresso, como falta de empregos, jovens que deixam o município para estudar fora ou buscar qualificação e não retornam, falta de incentivos, problemas políticos, ausência de inovações e criatividade por parte de uma sociedade estagnada, entre outros. Esta Reportagem Especial pediu a opinião de especialistas e pessoas envolvidas diretamente no quesito desenvolvimento para tentar elucidar sobre o que acontece com a nossa pequena cidade, de pouco mais de 11 mil habitantes e que possui muitas riquezas naturais, mas que não progride à medida da evolução do século 21, chamada de “Era Tecnológica”.

Para conceituar e embasar o raciocínio, segundo economistas da FACOS (Faculdade Cenecista de Osório), este desenvolvimento passa pelo incentivo do poder público em trazer empreendimentos para a região. Além disso, e principalmente, pela ampla pesquisa sobre que valor este acréscimo empresarial irá contribuir para o desenvolvimento local; ou seja, os gestores públicos devem organizar um levantamento de dados sobre o negócio que será inserido, como por exemplo o quanto de valor irá ficar na região, quantos postos de trabalho serão gerados, se a lucratividade do empreendimento será aplicada na região e qual será o retorno tributário que o mesmo irá repassar.

De acordo com o ponto de vista econômico-social, são necessárias ações que possibilitem a geração não somente de postos de trabalho, mas de maneiras para que as riquezas geradas sejam consumidas na cidade.

Sob a ótica da sociologia, Elis Rejane Noveli, professora da Escola Albano Alves Pereira, afirma que a ação ativa do homem é fundamental para o desenvolvimento social.

100_7732

Elis denota que sociologia é a ciência que estuda fenômenos sociais, fundamentada por Auguste Comte e sua filosofia Positivista, que nada mais é do que a união das ciências exatas com as humanas, tornando, assim, a sociedade como objeto de estudo científico.

“Por onde passa o desenvolvimento social? Sendo o homem o principal ator e agente transformador, podemos nos questionar: há desenvolvimento social sem o desenvolvimento humano?”, indaga a professora, levando-nos à uma reflexão.

“A sociologia consiste na evolução de elementos sociais componentes da sociedade, o homem e o capital social e como eles se relacionam. Não basta falarmos de matérias-primas, bens e serviços, política, escola, igreja e Estado se não tivermos a clareza que somos responsáveis pela sociedade em que vivemos e queremos. Devemos pensar no homem como indivíduo social ativo, o qual passa por constantes transformações, e é dele a responsabilidade da produção social, independente do meio que está inserido ou seu grau de escolarização. Para tanto o homem precisa refletir suas ações e atuações sociais. Essa atitude poderá determinar o estado das coisas”, salienta a professora de História – com extensão em sociologia e filosofia.

Na área técnica, conversamos com o secretário de Planejamento, Projetos e Meio Ambiente de Palmares, Endrigo dos Santos Gonçalves, que é formado em Administração. Para ele, o desenvolvimento da cidade passa pela modernização do Plano Diretor. “Precisamos rever o Plano Diretor do Município. Palmares, com relação à outras cidades, está na fase das leis; enquanto os outros municípios desenvolvem projetos, como os urbanísticos, por exemplo”, relata ele.

100_7729

Pela parte do Executivo, o secretário fala que o estudo do Plano já iniciou e que foi feito um pedido ao prefeito para regularização do loteamento no final do bairro Major Pinto, onde a empresa Melo e Gomes pretende fazer o desenvolvimento habitacional – na qual já se comprometeram com pavimentação e saneamento.

Na sua opinião particular, Endrigo diz que Palmares precisa de uma expansão territorial e de oportunidades: “Está faltando qualificação profissional e novas empresas para o município. Isso oportuniza novos empregos, o que faz a economia girar e proporciona mais desenvolvimento”.

Na esfera comercial, ouvimos o presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmares do Sul (ACIPS), André Lemos Pereira, formado em Ciências Contábeis, que enfatiza: “O desenvolvimento de Palmares e de qualquer outro lugar passa pela iniciativa e criatividade das pessoas, o empreendedorismo. Busca de novos nichos de mercado e reaproveitamento das coisas que são produzidas na localidade, assim se pode gerar renda e fomentar a economia local. Mas isto é um aspecto que deve ser trabalhado a longo prazo, pois é questão cultural. Costumamos dizer que Palmares é a cidade do ‘tinha’, mas isso só se dá por falta de novas oportunidades, bem planejadas e focadas e, principalmente, que contem com o apoio das autoridades e comunidade em geral. E estas ações não dependem diretamente de investimentos financeiros, pois têm várias formas de se criar oportunidades com boa iniciativa e criatividade”.

WP_20140721_003

Pela ACIPS, André afirma que estão tentando implantar esta consciência, de uma educação continuada e voltada para o empreendedorismo, partindo desde a escola com projetos e treinamentos e na continuidade desse trabalho em cursos, palestras e afins já para empresários atuantes. Segundo ele, o ideal seria oportunizar cursos técnicos nas escolas locais, já voltadas para os ramos de atividades existentes em nosso município; assim, os jovens sairiam da escola e já teriam oportunidades de trabalho.

O ponto de vista do presidente da ACIPS é positivo: “Eu sou um otimista nato, e assim sendo, estou enxergando que há uma grande possibilidade de crescimento e desenvolvimento futuro. Isto parte da abundância em recursos naturais que temos. Inclui-se nisso a implantação do parque eólico e todo investimento que o envolve. E demais oportunidades de negócios que temos a explorar, inclusive no setor primário de produção de grãos e toda cadeia produtiva que hoje tem muitas possibilidades e não há a exploração total delas”.

Assim, a Reportagem Especial do Palmares News quer colaborar com a sociedade, levando à uma reflexão e incentivando à ação. Tomando alguns exemplos, ainda que com dados superficiais, e guardadas as proporções, municípios vizinhos como Capivari do Sul, Balneário Pinhal e Osório demonstram uma certa habilidade com relação a desenvolvimento em todos os setores.

Alguns exemplos, aliados à conceitos teóricos e sugestões técnicas, podem desencadear a cooperação social e dessa forma ampliar o horizonte da liberdade de pensamento, aperfeiçoar o que já está em andamento, criar novas oportunidades, e proporcionar ações efetivas que fujam da mesmice e estagnação. Toda a sociedade ganha com isto, uma vez que é parte do desenvolvimento.

.

*Colaboração com a pesquisa na FACOS: Rafael Santiago – acadêmico de Ciências Contábeis.

5 Commentario

  1. Andréia camargo

    22 de julho de 2014 at 0:52

    É TEM MUITO TALENTOS DENTRO DE NOSSA CIDADE QUE PRECISA DAR A OPOTUNIDADE DE MOSTRAR O QUE FAZEM DE BOM.DEIXA UM POUCO A BUROCRACIA E DEIXAR ESSAS PESSOAS TRABALHERM..ASSIM COMO VIVEMOS DO ARROZ TEM A PESCA QUE EU ACHO QUE É UM OUTRO RENDIMENTO PRA POPULAÇÃO,JÁ VI TRABALHOS FEITO DE ESCAMAS DE PEIXE QUE SÃO LINDOS E ONDE TA? NIMGUEM SABE E NEM VÊ…UM ENCENTIVO AI CAIA BEM..E TAMBÉM TEMOS GRANDE PROFICIONAIS NA AREA DE ALIMENTOS COMO DOCES E SALGADOS..ISSO TUDO TEM AQ DENTRO DE NOSSA CIDADE..PODERIA CITAR MAIS ALGUMAS COISAS..MAS O PODER POLTICO DEVERIA SAIR DA CADEIRA E PROCURAR AJUDA A ESSAS PESSOAS..FALO PORQUÊ NÃO GOSTO DE BLA BLA…

  2. Alessandra Bastos

    22 de julho de 2014 at 10:51

    Parabéns pela reportagem. Muito legal.

  3. Sinara Teixeira

    25 de setembro de 2014 at 22:31

    Diego parabéns brilhante reportagem.É tão bom ver os segmentos da nossa cidade envolvidos para o crescimento dela,cada um com um pensamento uma posição,mas que no final vão de encontro ao desejo de todos os Palmarenses que como eu almejam ver nossa Cidade próspera e que nossos filhos possam crescer e envelhecer aqui,sem ter que ir embora em busca de empregos.E como diz a letra do nosso Hino:”Palmares Viver é Aqui”.um abraço.

  4. Carlos Pajares

    26 de setembro de 2014 at 10:17

    Dois temas abordados na reportagem estão nessa página, o primeiro qualificação profissional(jornalista), em vista que Diego D´Luca, filho de Palmares é formado em jornalismo e o segundo empreendedorismo (Palmares News) site de informações criado por ele.
    Basta alguns jovens palmarenses com formação profissional seguirem o exemplo de Diego e investirem em sua terra natal para que essa passe a ser destaque no RS. Se os jovens empunharem a bandeira palmarense tenho certeza que a próxima geração conhecerá um Palmares do Sul completamente diferente deste qua ainda engatinha para melhorar a qualidade de vida a seus munícipes.
    Parabéns!!! Uma reportagem muito bem elaborada.

  5. Joemir Silva

    18 de março de 2015 at 13:15

    Muito boa a reportagem. Esclareceu vários pontos que tinha duvida. Eu vejo também, mesmo que não residindo em Palmares (mas indo nos finais de semana, pois estudo e trabalho aqui na Capital). A juventude da nossa Cidade dificilmente é pautada pelo poder público e por nossa sociedade. Não há uma preocupação quanto a isso. Gostei do que o André falou referente a questão dos empreendedores do Município. E o que o Endrigo falou também me contemplou, porém, nossa Cidade ainda é muito conservadora, e para se mudar há de lutar muito. Gostei muito também quando o André fala da questão de trabalhar com as escolas, e é de extrema importância ter este vínculo. Falta ainda trabalhar com a Juventude a questão da Sustentabilidade, conscientizar nossos pequenos a acreditarem em nosso Município e fazer com que ele cresce. A crítica quando se faz tem de ser construtiva, e na verdade nem é uma crítica que estou fazendo, e sim, ajudando a enriquecer essa matéria e o debate. Então pergunto para vocês: Que tal a gente fazer um pacto entre poder público e a população? Um grupo de moradores, estudantes, enfim, um grupo que queira ver Palmares no caminho do desenvolvimento.

    Joemir, Estudante de Ciências Atuarias – UFRGS

Comentarios sobre a noticia

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

shared on wplocker.com