São Lucas Natal 17
imoveis vargas

Saúde debilitada

By on fevereiro 14, 2017
coluna gustavo ok

O impasse entre a Prefeitura de Palmares do Sul e o Hospital São José deixou a comunidade apreensiva. A significativa presença do público na manifestação que buscou sensibilizar o prefeito Paulo Lang e as autoridades municipais foi uma ratificação da necessidade de se buscar uma solução o mais breve possível para o problema.

A perda de uma instituição como o Hospital São José seria inestimável para Palmares e região. Num momento em que se procura racionalizar recursos, em virtude da crise econômica que atinge o país e principalmente os municípios, é necessário que o poder público compreenda a importância de se conservar uma unidade de saúde de qualidade, com belos e fundamentais serviços prestados à comunidade local, como tem sido o Hospital. Por outro lado, cabe também a administração do São José promover um debate franco com a Prefeitura acerca da necessidade de aumento do repasse financeiro para a manutenção da instituição.

Por isso, neste momento de tomada de decisão, é imprescindível ponderar as alternativas possíveis e os cenários futuros de determinada escolha para que não haja arrependimento e lamento depois. É fundamental, portanto, o bom senso dos gestores. A população palmarense espera um desfecho positivo desta discussão. A saúde municipal não pode ficar debilitada.

Mesmos problemas

Veículos com som alto a beira-mar, veranistas pescando com caniços entre os banhistas às três da tarde, cachorros dividindo espaço com crianças na orla, cavalos soltos andando no meio da Avenida Esparta, ruas com vegetação alta. Este foi o cenário que presenciei enquanto estive na Praia de Quintão. Entra ano e sai ano, e quase tudo continua do mesmo jeito. Para quem vai pela primeira vez à praia, é impossível ficar indiferente ao cenário descrito. Mas para quem já frequenta o balneário nos últimos anos, percebe que a situação é cada vez mais desoladora.

Mudanças no rádio

Dentro do processo de migração do AM para a Frequência Modulada, algumas emissoras do Litoral Norte já estão promovendo os ajustes para a mudança de faixa. A Rádio Osório, que completa 60 anos em 2017, sai dos 750 KHz e vai para o 106,5 MHz. A Rádio Mostardas AM 1460 vai ocupar o 88,5 na FM. Uma das poucas emissoras que já está operando no FM é a Rádio Jovem Pan News Litoral, de Imbé. A emissora do empresário Paulo Notari está operando desde 2 de setembro do ano passado na sua tradicional 1460 AM e nos 92,3 MHz

Rádio Conexão Cidade 100.7 MHz

Operando desde dezembro com o nome de Rádio Conexão Cidade 100,7 MHz, a emissora que sucedeu a Rádio Mais FM Litoral está com dois estúdios, um em Santo Antônio da Patrulha e outro em Palmares do Sul, onde fica a torre de transmissão. Com isso, a rádio busca expandir o seu rol de anunciantes e parceiros com a estratégia de marcar presença num mercado pouco explorado, ao mesmo tempo em que procura fidelizar os seus parceiros em Palmares.

Ponto Final

“Construir pode ser a tarefa lenta e difícil de anos. Destruir pode ser o ato impulsivo de um único dia.”

Sir Winston Churchill, ex-primeiro ministro britânico

Gustavo assinatura novo

Um comentario

  1. CARLOS HENRIQUE MARTINS CORRÊA

    17 de fevereiro de 2017 at 18:54

    NA MINHA OPINIÃO, A POPULAÇÃO LOCAL, DO QUINTÃO, TAMBÉM CONTRIBUI PARA A BAGUNÇA QUE SE INSTALA EM NOSSA COMUNIDADE. ALÉM DA OMISSÃO DE ALGUNS, O DESCASO DE MUITOS TAMBÉM INFLUENCIA NA BAGUNÇA QUE HOJE IMPERA NO DISTRITO.

Comentarios sobre a noticia

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

shared on wplocker.com